Gestão da rega deficitária baseada na utilização de índices de vegetação

CONCLUÍDO

Validar ferramentas de suporte à monitorização do estado hídrico da vinha na região do Douro é o principal objetivo do projeto Gestão da rega deficitária baseada na utilização de índices de vegetação, viabilizado por protocolo de colaboração entre a Faculdade de Ciências de Universidade do Porto (FCUP) e a ADVID, iniciado em 2014. A Real Companhia Velha e a Symington Vinhos participam como stakeholders neste projeto. 

Através deste projeto pretende-se avaliar o potencial da utilização de índices de vegetação baseados em dados de reflectância para estimar o estado hídrico da vinha, em alternativa ao potencial hídrico de base.

A obtenção de dados de potencial hídrico de base, convencionalmente utilizados como indicadores do estado hídrico da vinha, é uma tarefa dispendiosa em termos de tempo e trabalho, particularmente quando se pretende uma amostragem sobre grandes parcelas. Como tal, a avaliação do potencial de metodologias alternativas para aferir o estado hídrico da vinha, que não sejam destrutivas e de mais fácil operabilidade, deve ser considerada. Dada a comprovada correlação entre a resposta espectral da planta e diversos parâmetros morfológicos e biofísicos da mesma, a informação acerca da reflectância da planta tem vindo a ser explorada nas últimas décadas para a monitorização das culturas, incluindo do seu estado hídrico. Neste contexto, a FCUP e a ADVID têm vindo a testar o potencial da utilização de informação espectral para estimar o potencial hídrico de base em vinhas do Douro.