Apresentação

Quatro décadas a apoiar a vinha e o vinho

A ADVID é uma instituição sem fins lucrativos, criada em 1982, que tem como objetivo contribuir para a modernização da viticultura da Região Demarcada do Douro e de Portugal e, consequentemente, contribuir para a melhoria da qualidade e rentabilidade dos vinhos e das vinhas portugueses.

É missão da associação promover o desenvolvimento sustentável da vitivinicultura duriense e nacional, num contexto de cooperação e funcionamento em rede, bem como de transferência de conhecimento acumulado pela investigação e experimentação realizadas no âmbito da atividade da ADVID.  


As preocupações iniciais da associação relacionaram-se com a necessidade de promover uma fonte contínua de informação, para apoio às decisões técnicas dos associados, nomeadamente quanto às novas sistematizações de terreno, mecanização da vinha, racionalização do trabalho, escolha de material vegetativo. 
Estas primeiras ações deram origem posteriormente à implementação de programas de proteção integrada e mais recentemente à produção integrada, um instrumento essencial para uma produção de qualidade e segura para o consumidor.

Com estes fins, a ADVID foi dotada de quadros técnicos e instalações que lhe permitem desenvolver atividades de investigação e experimentação, as quais constituem uma parte substancial da sua atividade e são um importante contributo, pelos resultados obtidos, para o prestígio da associação. 

O reconhecimento e sucesso que a ADVID tem vindo a conquistar alicerça-se igualmente na colaboração prestada pelos associados, em diversas vertentes, nomeadamente no acolhimento dos técnicos da associação nas suas propriedades, para a realização de ensaios de campo, e na cedência de equipamentos. 

Tendo sido pioneira na implementação de uma estratégia coletiva no setor da viticultura, a ADVID mantém o espírito da sua fundação, constituindo um caso raro de otimização de esforços diferenciados e consequente partilha equitativa de resultados e conhecimento. 
 

1982

Constituição da ADVID

Constituição da ADVID A 11 de fevereiro de 1982 é criada a Associação para o Desenvolvimento da Viticultura Duriense – ADVID, por iniciativa de um grupo de empresas ligadas à produção e comércio de vinhos da Região Demarcada do Douro. 

Foram seis os sócios fundadores:
- Adriano Ramos Pinto-Vinhos S.A.R.L.
- Barros, Almeida & Ca. - Vinhos S.A.R.L.
- Caves da Raposeira, Lda.
- Cockburn Smithes & Ca. Lda.
- Companhia Agrícola e Comercial de Vinhos do Porto, S.A.R.L. (A. A. Ferreira, Sucrs.)
- Manuel Poças Júnior, Lda.
- Sandeman & Cª., Lda.

Aos quais se juntaram desde o primeiro momento:
- Forrester &Cª. Lda.
- Gran Cruz Porto - Sociedade Comercial de Vinhos, Lda.
- Murças, Lda.   
- Quinta do Noval - Vinhos S. A.
- Taylor, Fladgate & Yeatman - Vinhos, S.A.
- Warre  & Cª. S.A.
 

1997

Revisão dos estatutos

A revisão dos estatutos da ADVID permitiu o alargamento da sua base associativa, bem como o aparecimento de novas categorias de associados. Para além dos associados aderentes efetivos passou também a existir os associados aderentes coletivos (empresas) e associados aderentes individuais
A esta primeira revisão dos estatutos da ADVID, juntar-se-á uma outra, em 2015, que alargou o âmbito da associação ao território nacional. 
 

2003

Produção Integrada da Vinha

A ADVID foi reconhecida como entidade homologada para a prática de Produção Integrada da Vinha, uma medida agroambiental com grande impacto no respeito pelo equilíbrio ecológico e paisagístico da região duriense. Este reconhecimento veio permitir o reforço da assistência técnica neste modo de produção e surge no seguimento do reconhecimento, em 1997, da ADVID como Organização de Agricultores de Proteção Integrada (Despacho nº 12 782/97 de 16 de Dezembro de 1997)

2007

Constituição do prémio ADVID

É criado o prémio anual ADVID com o objetivo de atrair investigadores de diversas áreas científicas, para as especificidades técnicas, culturais e sociais da vitivinicultura da Região Demarcada do Douro. Iniciativa agregadora, o Prémio ADVID constitui também uma homenagem a personalidades que tenham sido marcantes para o desenvolvimento da região, atribuindo-lhes, em cada ano, o nome do prémio

2009

Cluster dos Vinhos da Região do Douro

É criado, a 15 de julho de 2009, o Cluster dos Vinhos da Região do Douro como Estratégia de Eficiência Coletiva, por despacho de vários Ministérios e na sequência da candidatura apresentada pela ADVID, entidade gestora do cluster. 
A experiência e conhecimento da ADVID estiveram na base deste reconhecimento e permitiram desenvolver um plano de ação, no âmbito do cluster, que teve como objetivo dinamizar e consolidar o sector de produção de vinho na região do Douro, através de uma estratégia com enfoque tecnológico e na promoção de um sector do vinho ambiental, económica e socialmente sustentável, animado por uma cultura de cooperação em rede. 

2010

Idoneidade em I&D em viticultura

Foi reconhecida a idoneidade da ADVID em matéria de investigação e desenvolvimento, designadamente nos domínios de viticultura e proteção da cultura da videira, por despacho conjunto dos Ministros da Economia e da Inovação e da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, de 11 de Fevereiro (Despacho 2780/2010).
Com este reconhecimento, as despesas relativas à contratação de atividades de I&D junto da ADVID passam a ser despesas elegíveis no âmbito do Sistema de Incentivos Fiscais à I&D Empresarial (SIFIDE).
 

2016

Prémio distinção CNOIV 2016

O livro Proteção do Solo em Viticultura de Montanha: Manual Técnico para a Região do Douro, publicado pela ADVID em 2015, da autoria de Tomás de Figueiredo (CIMO /ESA /IPB) e colaboradores, foi distinguido com o Prémio Distinção CNOIV 2016, na categoria Viticultura. Os prémios "Distinção CNOIV" premeiam os melhores trabalhos nacionais de divulgação, experimentação ou investigação que sirvam de suporte ao sector vitivinícola. Trata-se, assim, de mais um reconhecimento do valor e interesse prático desta obra para o sector vitícola.

2017

Cluster da Vinha e do Vinho

Cluster da Vinha e do Vinho O sector Vitivinícola Nacional obteve o reconhecimento oficial como Cluster da Vinha e do Vinho em fevereiro de 2017, na sequência da candidatura realizada pela ADVID, em 2015, no âmbito da prioridade temática “Competitividade e Internacionalização do Portugal 2020”.
Atualmente, o cluster reúne cerca de 230 entidades, associadas ou protocoladas, destacando-se as empresas vitivinícolas, entidades do sistema científico e tecnológico, associações empresariais e outras organizações nacionais e internacionais. Este reconhecimento pelos ministérios da Economia, da Agricultura e do Planeamento e Infraestruturas permitirá reforçar a transferência de conhecimento e alavancar as atividades de investigação e inovação nas empresas, elevar o nível de competência técnica e económica da fileira vitivinícola, otimizar as políticas públicas nos processos de internacionalização e competitividade, tornando o sector mais eficiente e sustentável.
 

2017

Prémio Gulbenkian Sustentabilidade

Prémio Gulbenkian Sustentabilidade O Prémio Gulbenkian 2017 teve como foco a redução da pegada ecológica. Entregue pelo Presidente da República à ADVID, este prémio é o reconhecimento do trabalho que a associação tem vindo a desenvolver no âmbito da Produção Sustentável na Região Demarcada do Douro.
A conservação do solo, a mitigação do impacto das alterações climáticas, o uso racional dos fitofármacos e fertilizantes, a preservação da biodiversidade, a promoção da economia circular e da eco-eficiência são algumas das temáticas dos projetos que a ADVID tem desenvolvido, em estreita colaboração com os seus associados e parceiros, e que têm contribuído para uma vitivinicultura mais sustentável e com menor pegada ecológica. 
 

2018

Prémio Nacional de Agricultura

O Prémio Nacional de Agricultura 2018 na categoria Associações e Cooperativas atribuído à ADVID reforça o reconhecimento do trabalho que a associação e os seus associados têm realizado em prol do desenvolvimento e sustentabilidade do sector vitivinícola.
O Prémio Nacional de Agricultura é uma iniciativa do BPI e do Grupo COFINA (Correio da Manhã e Jornal de Negócios), patrocinada pelo Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural e tem como objetivo promover, incentivar e premiar os casos de sucesso da agricultura nacional.
 

2019

CoLAB VINES&WINES

É constituído o laboratório colaborativo CoLAB VINES&WINES, iniciativa liderada pela ADVID em conjunto com o ecossistema vitivinícola nacional, com a missão de desenvolver e comunicar conhecimento e tecnologia para (1) sustentar a ambição expressa pelo sector de crescer 25% no valor de exportação (atingir mil milhões de euros nos próximos cinco anos); (2) preparar e adaptar o sistema vitivinícola nacional para os grandes desafios que enfrenta, dos quais, as alterações climáticas são, talvez, o maior.

2019

Idoneidade da ADVID em atividades I&D

A idoneidade da ADVID voltou a ser reconhecida, para efeitos de SIFIDE, para a prática de atividades de investigação e desenvolvimento, agora, nos domínios técnico-científicos AGRO-ALIMENTAR (alimentos saudáveis e sustentáveis, biodiversidade, utilização sustentável do espaço) e ÁGUA E AMBIENTE (avaliação, monitorização e proteção de ecossistemas, gestão e utilização eficiente de recursos hídricos, uso eficiente dos solos e ordenamento). 

2019

Agroflorestal e alterações climáticas

Agroflorestal e alterações climáticas
A ADVID é membro fundador do Centro Nacional de Competências para as Alterações Climáticas do sector Agroflorestal (CNCACSA), criado em setembro de 2019 com vista à definição de uma estratégia que permita enfrentar esta problemática de uma forma fundamentada e concertada. 
Integram igualmente a equipa fundadora a Associação Nacional de Produtores de Milho e Sorgo (ANPROMIS), a Associação Nacional de Produtores de Proteaginosas, Oleaginosas e Cereais (ANPOC), a Federação Nacional de Regantes de Portugal (FENAREG), a Federação Nacional das Organizações de Produtores de Frutas e Hortícolas (FNOP) e a União da Floresta Mediterrânica (UNAC). Foram também convidadas a participar na iniciativa 46 outras entidades relevantes no panorama agroflorestal nacional, assim dotando o centro de resposta abrangente, tanto do ponto vista geográfico, como das culturas e espécies envolvidas.